O jornal da diversão

Assuntos picantes para botar o papo em dia


Serenata de verdadeiro… rato

Não é novidade que muitas espécies do reino animal, e não apenas as aves como instintivamente pensamos, durante os rituais de acasalamento emitem canções e apitos para atrair potenciais companheiras. O que não se sabia é que, de acordo com recentes estudos realizados por uma equipe de cientistas americanos da Universidade de Duke, também alguns roedores insuspeitos, como os ratos, usam serenatas românticas para cativar o favor das ratinhas.

Já era conhecido há algum tempo, dizem os cientistas, que os ratos machos emitem vocalizações ultrassônicas (UVS), como outros animais, mas agora sabemos que estas mudam dependendo do contexto (e não apenas puramente sexual) e também que tens mesmo um repertório polissilábico.

Aplicativos para armar encontros

Assim, descobriu-se que os machos emitem sílabas mais longas e sequências mais simples quando cantam na frente das fêmeas, mas sílabas e sequências mais complexas em resposta a urina fresca de fêmea. Assim, complexas "serenatas" serviriam para atrair as fêmeas no cio, enquanto sequências mais simples e diretas são utilizadas para a paquera direta. Mas como é que fez esta equipe composta de biólogos, médicos e estatísticos para chegar a um resultado tão preciso e surpreendente? Microfones especiais foram usados para captar ultrassons emitidos quando os machos interagem diretamente com as fêmeas, ou quando cheiram a urina de uma ratinha fértil.

Ele ainda não acabou. Segundo os pesquisadores, de fato, os ratos seriam capazes de mudar a sua música também para demonstrar seu status social, bem como, é claro, para impressionar as fêmeas. E os resultados dão-lhes razão, desde que as ratinhas demonstram amplamente de gostar das canções mais complexas. Um pouco como no mundo humano, em suma, o esforço e empenho são definitivamente mais premiados e apreciados pelo parceiro em questão. Então, como se fala, rato, ehm... homem avisado...

About
Um espaço virtual para bater um papo livre e descontraido sobre sexo, erotismo e sexualidade